terça-feira, 15 de março de 2011

2ª sessão de gravação - 14/03/2011

       Na primeira sessão (dia 09/03), foram feitas guias, que já foram entregues às bandas e aos cantores. Nessa segunda sessão, a tensão foi bem maior... somente linhas definitivas... nada de guias que serão descartadas... violões pra valer...

       Comecei com a minha preferida... “Regresso”!
       Uma canção bem brasileira... uma obra prima de letra que o Otacílio me entregou numa tarde e, em praticamente 20 minutos, estava pronta! Parecia que a música já existia...
       Gravei um violão de nylon, que será completado pela viola caipira de Domingos de Salvi, a percussão de Ricardo Sartori, o Cello de Fábio Belluco, o baixo Fretless de Alexandre Santos e a interpretação ficará por conta de Débora Vidoretti, que aliás, tirou as fotos dessa segunda sessão de gravação!

       Ontem, tive algumas surpresas agradáveis! Marquinho “turbinou o estúdio! Novas aparelhagens, mais tecnologia, mais conforto nas gravações e é claro, mais qualidade! Mas... o grilo, continua lá... kkkkkkk!

       Estêvão também estava por lá... com uma cara de sono de quem trabalhou o dia todo... vai saber o que andou fazendo... !

       Depois foi a vez da bossa “Das cordas e demais baratos”.
       Uma bossa lenta, uma letra maravilhosa... gravei um violão de nylon nela.
       Será uma música simples, mas com grande profundidade. Um tamborim, um solo de trompete e a declamação do poema “Invenção da música segundo os boêmios” de autoria de Otacílio, declamado por ele mesmo!

       Gravamos depois “Vocação”. Uma bossa também lenta, que terá a declamação do poema “A mulher que amo” de Otacílio Monteiro, sendo declamado por Jessé Henrique, parceiro de longa data!
       Gravei um violão de nylon que será acompanhado pelo baixo acústico de Alexandre Santos, piano de Evandro Grisólio, bateria de Edson de Julio (Salsicha) e terá como introdução e solo, um dueto de baixo fretless e piano com Alexandre e Evandro. Uma canção realmente relaxante!

       “Falso Brilhante”, um samba também, que terá uma introdução diferente... um composto de 3 violões com outro ritmo... chegando no samba para dar início à canção!
       Gravei um violão de nylon até o fim e mais 2 em trechos separados. Já deu pra ter idéia de como ela vai soar!
       Terá a bateria de Edson de Julio, baixo de Alexandre Santos, percussão de Ricardo Sartori, bandolim de Rui Kleiner, flauta de Renato Pereira e um côro de todas as cantoras que passarem por essas sessões de gravação!

       E pra finalizar os violões nessa madrugada, gravei 2 deles em “Canção de encantamento”... nossa primeira parceria. A música preferida do Otacílio! Uma letra para ser cantada por uma mulher... será interpretada por Débora Vidoretti.
       Foram dois violões que acabaram dando um trabalho danado... rsrsrsr! Mas valeu à pena!
       Ela terá ainda o baixo fretless de Alexandre Santos e intervenções de oboé gravadas pelo maestro Rodrigo Müller.

       Quando imaginei que a noite tinha terminado, Marquinho me mostra um novo brinquedo. Um microfone maravilhoso, valvulado... resolvemos testar...!

       Gravei então a voz definitiva de 3 canções... “Das cordas e demais baratos”, “Vocação” e “Falso brilhante”.

       O resultado não poderia ter sido melhor. Um microfone maravilhoso que me permitiu cantar sem esforço nenhum, dando muito mais atenção à interpretação...!

       Acabamos à noite com um sentimento de satisfação enorme... missão cumprida!

       Minha parte está quase acabando... é hora de recrutar os convidados!

Manu

2 comentários:

  1. Que lindo Manu...
    já estou curiosa!
    bju meu lindo e boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Será um belo trabalho sem dúvida alguma...

    ResponderExcluir